11 de setembro de 2016

Miranda Kassin

Miranda Kassin

A cantora Miranda Kassin sobe ao palco do Auditório Ibirapuera, ao lado da banda No No No’s – que ganha formação especial para esta apresentação –, com o espetáculo I Love Amy, no qual presta uma homenagem à cantora e compositora Amy Winehouse (1983-2011). O show conta com a participação especial de Dani Black e Helio Flanders.

Ao lado de Angelo Kanaan (bateria), Denilson Martins (sax barítono), Henrique Villas Boas (piano), Luiz Miranda (guitarra),Renato Cortez (baixo), Renato Spinosa (backing vocal), Sidmar Vieira (trompete) e Tiago Sormani (sax tenor),Miranda interpreta sucessos dos três discos da artista britânica – Frank (2003), Back to Black (2006) e o póstumo Lioness: Hidden Treasures (2011) –, como “Rehab”, “Back to Black” e “Tears Dry on Their Own”, além de composições de nomes como Etta James, The Shangri-las e The Specials, que foram grandes influências para Amy.

“Todas as músicas do show são releituras para as quais demos a nossa cara, a nossa identidade”, explica Miranda. “A banda existe desde 2008 e, ao longo do tempo, fomos achando a melhor pegada para essas canções [...] Em outubro, o disco Back to Black completa dez anos de lançamento, então a ideia é tocá-lo quase na íntegra”, diz.

Miranda conta que foi Julia Porto, filha da cantora Cida Moreira, a responsável por mostrar a ela o trabalho de Amy Winehouse pela primeira vez, em 2008. Ambas aguardavam o início de uma sessão teatral quando a amiga a questionou sobre a cantora e compositora britânica, que começava a ser descoberta pelo público brasileiro. “Ela colocou o celular para eu ouvir e, na mesma hora, eu quis saber quem era aquela mulher maravilhosa”, lembra. “Aquele vozeirão me deixou realmente chapada [...] Ganhei o CD do André [Frateschi, marido de Miranda, ator, cantor, músico e parceiro na banda Heroes], coloquei no carro e nunca mais tirei.”

Sobre a ideia de formar a banda, a cantora diz que surgiu por acaso, quando foi questionada se montaria um novo grupo cover, como o Heroes (que faz covers de David Bowie), e inspirada em que artista. Sem pensar muito, respondeu que seria Amy Winehouse. “Para mim o projeto foi ousado, um desafio imenso. A Amy estava despontando, abalando o Reino Unido naquela época. Eu achava que as pessoas aqui tinham de ouvir a música dela, conhecê-la. Decidi fazer uma banda-tributo.”

Além de seguir Brasil afora com as apresentações de I Love Amy, Miranda revela que está em fase de pré-produção de seu novo trabalho, o segundo disco solo autoral de sua carreira [Aurora (2012) foi a primeira obra autoral da cantora, lançada no Auditório Ibirapuera], que tem previsão de lançamento para o primeiro semestre de 2017. “Quero fazer umas experimentações nesse disco”, diz. “A ideia é ter nele mais instrumentos brasileiros e uma formação não convencional de guitarra, baixo e bateria. Queremos [ela e os músicos] experimentar coisas diferentes, sonoridades diferentes. Acho que música é isto: o que sai da gente, independentemente do que seja.”

Compre aqui o seu ingresso.

Assista ao teaser.

  • Dia:

    11 de setembro de 2016

  • Horários:

    às 19h

  • Duração:

    90 minutos (aproximadamente)

  • Ingressos:

    R$ 20 e R$ 10 (meia-entrada)

  • Classificação Indicativa:

    livre para todos os públicos

  • bilheteria

2017 Auditório Ibirapuera - Alguns direitos reservados