domingo 16 de julho de 2017

Sandália de Prata

Sandália de Prata

O Sandália de Prata está comemorando 14 anos de samba rock e de efervescência nas pistas de dança. E, para celebrar a data, sobe ao palco do Auditório Ibirapuera para fazer o lançamento da versão em LP do álbum Maloqueiro e Elegante (2016).

Atualmente formado por Ully Costa (voz), Dado Tristão (teclado), Ocimar de Paula (contrabaixo), Everson Gama (guitarra), Wendel Soares (bateria), Tito Amorim (percussão), João Lenhari (trompete), Jorginho Neto (trombone) e Raphael Ferreira (saxofone), o grupo promete mostrar as músicas do mais recente trabalho, fazer uma retrospectiva dos 14 anos de sua trajetória artística e apresentar algumas surpresas.

“Nós vamos trazer para esse show uma música que fala sobre o meu bebê, o Antônio Bento”, conta Ully Costa. “É um samba de gafieira composto pelo Marquinhos Dikuã, que já havia produzido “João”, em homenagem ao meu primeiro filho”, explica a cantora. “Marquinhos me presenteou com essa canção assim que o Antônio nasceu.”

A apresentação, que traz ainda no repertório soul, funk, groove, samba rock e partido-alto, conta com a participação do DJ Erick Jay – que também esteve presente na gravação de Maloqueiro e Elegante. Ully diz que faz parte da história do Sandália de Prata lançar seus discos em LP, uma vez que os integrantes da banda gostam da sonoridade do vinil e de discotecagem – o histórico do grupo com o universo dos DJs é muito forte.

“Então, resolvemos convidá-los para fazer parte do disco [além de Erick Jay, os DJs KL Jay e Nyack participaram da gravação do álbum]”, conta a cantora. “Nós consideramos mais do que justo participarem nas composições porque eles vêm com esse olhar de arranjador e compositor mesmo, inclusive, compondo com a linguagem das picapes.”

Fazendo um balanço dos 14 anos do grupo, Ully Costa fala que o Sandália de Prata, que há dois anos sofreu uma mudança em sua formação, é uma grande junção de pessoas que se identificam musicalmente. “Mesmo aqueles que saíram do grupo para realizar outros projetos continuam conosco”, conta. “Tocamos e participamos dos trabalhos paralelos uns dos outros, nos complementando. Somos uma grande família.”

Compre aqui o seu ingresso.

  • Dia:

    domingo 16 de julho de 2017

  • Horários:

    às 19h

  • Duração:

    80 minutos (aproximadamente)

  • Ingressos:

    R$ 20 e R$ 10 (meia-entrada)

  • Classificação Indicativa:

    livre para todos os públicos

  • bilheteria

2017 Auditório Ibirapuera - Alguns direitos reservados