sexta 8 de dezembro de 2017

Ballet Paraisópolis

Ballet Paraisópolis

Foto: Chema Llanos

No dia 8 de dezembro, o Ballet Paraisópolis, formado por crianças e jovens da segunda maior comunidade de São Paulo, sobe ao palco do Auditório Ibirapuera com o espetáculo Construindo Sonhos. A apresentação é composta de 20 coreografias que se alternam entre os estilos clássico, neoclássico e contemporâneo.

A apresentação conta com a participação especial da Escola de Samba Acadêmicos do Tatuapé e com os bailarinos convidados Agnes Rumi, Icaro Freire, Sofia Tarragó, Weverton Aguiar e Jackeline Coutinho – em geral professores ou voluntários do projeto. Criado em 2012, o Ballet Paraisópolis foi criado pela coreógrafa e diretora Monica Tarragó. De adesão gratuita, a iniciativa localizada na zona sul da capital paulista desenvolve um curso de ballet clássico para crianças a partir dos 8 anos de idade.

O espetáculo levou, segundo a coreógrafa, aproximadamente um ano para ser concluído, “É preciso pensar como construir um espetáculo tão grande e conduzir uma crescente. Foram mais ou menos dois meses pensando nisso”. A concepção deve levar em consideração aspectos complexos como a união de mais de 120 bailarinos e 20 coreografias, que dão conta da diversidade de histórias a ser exploradas no palco.

Construindo Sonhos é um espetáculo que inspira o sonho e, principalmente, sua realização. Pela terceira vez no Auditório Ibirapuera, o Ballet Paraisópolis tem com a casa uma relação intensa: “Os alunos passam o ano inteiro me cobrando para dançar no Auditório. É onde todo o ballet consegue estar junto, é o maior palco que temos”, conta Monica.

Uma das novidades da apresentação deste ano é a utilização de projeções. Com uma cenografia simples, a ambientação passa a ser feita com uma rede de iluminação mais elaborada.

 

 

  • Dia:

    sexta 8 de dezembro de 2017

  • Horários:

    às 20h

  • Duração:

    80 minutos (aproximadamente)

  • Ingressos:

    Gratuito. Distribuição de ingressos na bilheteria do Auditório, uma hora e meia antes do espetáculo. Limite de dois ingressos por pessoa. Sujeito à lotação da casa.

  • Classificação Indicativa:

    livre para todos os públicos

  • bilheteria

2017 Auditório Ibirapuera - Alguns direitos reservados