domingo 13 de agosto de 2017

Homenagem ao Dia dos Pais

Homenagem ao Dia dos Pais

No domingo 13 de agosto, às 17h, quatro grupos de alunos atuais e outros já formados da Escola do Auditório – Regional Mistura, Quarteto Saxofonando, Cumbucado e Família Ubuntu – sobem ao palco para prestar uma homenagem aos pais. Os instrumentistas exibem um repertório de composições de grandes nomes da música brasileira.

Quem abre o espetáculo é o Regional Mistura, grupo de choro dos músicos Eduardo Montilla (cavaco e bandolim), Leonardo Oliveira (violão de sete cordas), Pedro Teixeira (pandeiro) e Salomão Sidharta (clarinete), que apresenta composições de Nailor Proveta, Jacob do Bandolim e Toninho Ferragutti. Criado no início de 2016, o quarteto tem um repertório que inclui ainda canções de Pixinguinha, K-Ximbinho, Altamiro Carrilho e Paulinho da Viola.

Segundo Eduardo Montilla, o conjunto traz influências de outros professores da Escola do Auditório além de Nailor Proveta (que também é seu diretor artístico-pedagógico), como Gian Correa (violão), Adriano Andrade (bandolim e cavaquinho) e o maestro Edson José Alves. “Nós já gostávamos de choro. Além disso, tocamos muito nas aulas de prática de instrumento na Escola do Auditório. Então, a opção pelo gênero foi natural, ainda mais com o apoio desses grandes mestres”, diz o músico.

A apresentação segue com o Quarteto Saxofonando, que para este espetáculo será formado por Danilo Rocha (sax alto), Herbert Lucas (sax soprano), Janderson Bernardo (sax barítono) e Wellington Souza (sax tenor). O grupo surgiu em 2011, durante o Encontro Internacional de Orquestras e Coros Infantis e Juvenis para o Bicentenário (que aconteceu na Argentina), com o intuito de mesclar a música popular brasileira com a tradição clássica europeia, valorizando assim a música erudita e popular de câmara.

“Como instrumentistas, tivemos a oportunidade de conhecer um repertório muito rico da música brasileira”, diz Danilo Rocha. “Pensando nisso, para esse dia tão especial, lembramos de alguns compositores que são referência por enriquecerem a música instrumental em diferentes épocas e escolhemos Moacir Santos, K-Ximbinho e Pixinguinha, ‘pais’ da música popular brasileira.”

Na sequência, o Cumbucado, formado por Gabriel Feriani (acordeom), Kesia Pessoa (clarinete) e Paulla Zeferino (voz e percussão), apresenta algumas músicas de seu mais recente espetáculo, A Rota do Indivíduo, que faz um tributo ao cantor, compositor, violonista e arranjador Djavan e conta um pouco da trajetória desse artista por meio de canções de diversas fases de sua carreira.

A Rota do Indivíduo dá uma atenção especial ao conteúdo das músicas que têm relação com a história de vida e da carreira do Djavan”, explica Gabriel Feriani. “Daí a escolha do título.” Criado em 2016, o trio nasceu da vontade dos jovens de misturar música brasileira e composições autorais, experimentar arranjos e explorar as possibilidades que a formação escolhida pode oferecer.

A Família Ubuntu, composta dos instrumentistas Danilo Rocha (saxofone), Liw Ferreira (violão), Luan Charles (trompete), Pedro Teixeira (percussão), Rogério Clementino (contrabaixo) e Vinicius Roberto (bateria), encerra a noite de homenagem. O grupo, formado em 2016, também traz em seu repertório a música popular brasileira e tem ainda como base de sua constituição o conceito do coletivo, da união e do diálogo com as demais expressões artísticas – como poesia, teatro e dança.

“Mais uma vez, é uma honra subir ao palco do Auditório Ibirapuera, ainda mais num dia tão especial, na comemoração do Dia dos Pais”, diz Luan Charles. “Podemos dizer que nossa Família tem uma forte base familiar, constituída de pais e mães que nos alimentam cotidianamente por meio de uma mensagem de emancipação histórica e política através da música. Nada mais justo e autêntico do que prestarmos uma homenagem a esses pais que nos adotaram em forma de som e luta.”

Sobre a Escola do Auditório

Em 2011, ao assumir a gestão do Auditório Ibirapuera – um espaço da prefeitura de São Paulo –, o Itaú Cultural, em parceria com as secretarias municipais de Cultura e do Verde e do Meio Ambiente, deparou-se também com o desafio de gerir esse centro de ensino criado em 2005. A Escola do Auditório oferece um curso livre de música brasileira, com duração de cinco anos, a até 170 estudantes (com idade a partir de 12 anos) da rede pública de ensino que residam no município de São Paulo. Os alunos recebem, ainda, uma bolsa-auxílio.

O objetivo é proporcionar uma sólida formação na área da música popular, unindo teoria e prática. Os estudantes aprendem a tocar um instrumento, desenvolvem a percepção musical e conhecem a história da música brasileira, seus estilos, seus instrumentos e seus personagens. Dando coesão e direcionamento ao ensino, o repertório é focado em autores brasileiros, tanto nas aulas quanto nas apresentações realizadas pelos diversos grupos da Escola.

A Escola do Auditório, que tem direção artístico-pedagógica de Nailor Proveta, já formou quatro turmas (61 alunos), proporcionando a esses jovens a oportunidade de iniciar e desenvolver carreira na música, muitas vezes no próprio Auditório, que já conta com ex-alunos atuando como professores e como assistentes de regente.

 

 

 

  • Dia:

    domingo 13 de agosto de 2017

  • Horários:

    às 17h

  • Duração:

    90 minutos (aproximadamente)

  • Ingressos:

    Gratuito. Distribuição de ingressos na bilheteria do Auditório, uma hora e meia antes da apresentação. Limite de dois ingressos por pessoa. Sujeito à lotação da casa.

  • Classificação Indicativa:

    livre para todos os públicos

  • bilheteria

2017 Auditório Ibirapuera - Alguns direitos reservados