Como regularizar um imóvel que não tem Habite-se?

Perguntado por: amata5 . Última atualização: 19 de fevereiro de 2023
4.9 / 5 5 votos

Para regularizar a situação, é preciso contratar um profissional para fazer a planta da obra e verificar a conformidade dela com a lei de uso e ocupação do solo. Com o documento em mãos, é só entrar em contato com a Prefeitura e pedir a regularização.

Certificado de Regularidade da Edificação:
É o documento equivalente ao Auto de Conclusão, ao Habite-se, ao Auto de Vistoria e ao Alvará de Conservação.

Caso você tenha adquirido um imóvel e descobriu que ele não possui o documento, será preciso fazer um requerimento junto à Secretaria Municipal de Urbanismo de sua cidade. Com a obra concluída e a documentação exigida apresentada, você deverá solicitar uma vistoria no imóvel para a concessão do habite-se.

Segundo decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) não pode ser exigido enquanto não houver a concessão do Habite-se. Após a concessão, a cobrança deve ser proporcional.

O processo para se obter o habite-se de uma casa, por exemplo, e regularizar esse imóvel junto à prefeitura leva entre 12 e 18 meses, custando, em média, os honorários do arquiteto, que variam entre R$4.000 e R$10.000.

Quanto tempo demora para emitir o Habite-se? Os prazos variam conforme a cidade, mas geralmente o Habite-se fica pronto no prazo de 10 a 30 dias. Para evitar problemas, é essencial que a obra tenha seguido rigorosamente o projeto enviado para a prefeitura.

Por fim, vale reforçar que a expedição do habite-se e a regularização da construção perante o Cartório de Registro de Imóveis são necessários para liberação do uso e moradia no imóvel. “Sem isso, o proprietário não consegue fazer o financiamento nem escriturar”, alerta Adelina.

As etapas para requerer o habite-se são a) a análise do processo de construção; b) a conferência da documentação apresentada pelo interessado; c) a notificação do contribuinte a apresentar documentos ou esclarecimentos necessários; d) a emissão do DAM; e) emissão da certidão e f) a Entrega da certidão ao contribuinte.

Precisará de m engenheiro ou arquiteto para fazer a planta do imóvel, depois procurar a prefeitura e recolher as taxas para obtenção do Certificado de Conclusão de Obra (CCO) ou chamado Habite-se. Com o Habite-se em mãos, procure o cartório de registro d imóveis para averbar a área da construção na matrícula do imóvel.

Como tirar o habite-se
Essa solicitação precisa ser realizada junto a prefeitura municipal. Em algumas cidades, no entanto, o habite-se deve ser requerido com a subprefeitura, secretaria de habitação, secretaria de planejamento urbano, departamento de engenharia, entre outros nomes.

Para regularizar uma construção que tenha iniciado ou terminado há mais de 5 anos, você deve seguir os mesmos passos do processo de aferição, que é feita pelo SERO. O reconhecimento da decadência e o abatimento dos valores é feito automaticamente pelo sistema.

Quanto custa o habite-se? O preço pode flutuar entre R$ 1.000,00 e R$ 7.000,00, não se pode dizer, com certeza, quando ele irá sair mais caro que isso ou quando virá a ser mais baixo que estes presumidos.

R$200,00

O Valor da multa aplicada pela falta e Certificado de Conclusão (Habite-se) é de R$200,00 por metro quadrado de área irregular, reaplicada a cada 90 dias em um período de um ano.

Mas não se preocupe: para conseguir o Habite-se é preciso de uma planta de seu imóvel, na maioria das vezes feita por um engenheiro ou arquiteto. Se seu imóvel estiver de acordo com a planta e as exigências, você leva essa planta para a prefeitura e pede a regularização.

Para utilizar o sistema eletrônico o interessado tem de obter, via internet, uma senha eletrônica, chamada de “senha web”, para acessar o serviço, que é auto-explicativo, com informações passo a passo na tela do computador. O processo está centralizado na Secretaria de Coordenação das Subprefeituras.

Para quem quer consultar o Habite-se online, o primeiro passo é verificar junto à sua prefeitura se o portal oficiais oferece essa possibilidade. No geral, o serviço está disponível em municípios que também possuem a emissão online do alvará de construção.

Apesar de possuírem os mesmos nomes, as vistorias irão fiscalizar coisas diferentes. A Prefeitura irá verificar a construção propriamente dita, afastamentos de vizinhos, tamanho de ambientes, área total de construção, conferindo tudo com o que foi aprovado e, estando tudo certo, é emitido o CERTIFICADO DE HABITE-SE.

Para regularizar o seu empreendimento, seja ele residencial ou comercial, é preciso apresentar uma declaração do dono da edificação, acompanhada da assinatura do engenheiro responsável. Este processo poderá ser feito pela internet, no site da Prefeitura de São Paulo.

Uma das opções para regularizar o imóvel sem escritura é localizar os antigos proprietários. Esta é a alternativa mais simples e eficiente. Após a localização, basta comparecer no Cartório de Notas de sua preferência para solicitar a lavratura do documento.