Como substituir o Xô Febre?

Perguntado por: emorais . Última atualização: 28 de janeiro de 2023
4.5 / 5 9 votos

Como colocar a compressa Xô Febre? Usar a compressa Xô Febre é muito simples, basta retirar o adesivo que cobre o gel da compressa e aplicar sobre o local da vacina, testa, costas, peito em caso de febre ou sobre qualquer outra área que esteja inchada. As compressas podem ser cortadas ao meio.

Trata-se de uma compressa à base de água que pode ser usada mais de uma vez e pode ser levada para qualquer lugar, pois tem um tamanho ideal, pensado justamente para isso.

Em casos de febre, basta colar Xô Febre ® na testa, nas costas ou no peito. Sua ação prolongada garante alívio refrescante por no mínimo 8 horas. O adesivo não precisa de refrigeração para ser utilizado, pois possui um gel com efeito de resfriamento. ?

Tríplice DTP
As reações mais comuns desta vacina são uma febre variável nas primeiras 24h após a aplicação, que pode perdurar até o segundo dia. A nádega, local onde a vacina é aplicada, pode ficar dolorida e inchada, por isso são recomendadas compressas quentes para amenizar o desconforto do bebê.

Compressas frias aliviam a reação no local da aplicação. Não é recomendado o uso profilático (sem a ocorrência de febre) de antitérmicos e antiinflamatórios antes e nas 24 horas seguintes a vacinação.

A hora do banho pode ser estressante para o pet. Por isso, é recomendado esperar um tempo depois de tomar a vacina para cachorro filhote antes de dar banho no pet de novo. O ideal é dar banho após, pelo menos, 15 dias.

A posição certa para o bebê dormir é com as costas apoiadas em uma superfície firme, com a barriguinha para cima. Colocar a criança de barriga para baixo (bruços) ou de lado não deve ser uma opção.

As regiões devem estar distantes dos grandes nervos e de vasos sanguíneos, sendo que o músculo vasto lateral da coxa (região ventroglútea) e o músculo deltoide (braço) são os locais mais recomendados.

Não recomendado. Compressas com álcool já foram muito utilizadas pelos brasileiros, porém não são mais recomendadas devido aos riscos que podem causar à saúde, pois o álcool pode provocar queimaduras na pele, principalmente das crianças. Além disso, pode intoxicar o organismo, se for absorvido ou inalado.

O Xô Febre é uma compressa adesiva em gel refrescante a base de água, que atua de forma natural para alivio da febre, dores de cabeça, inchaço de picadas de insetos e dor local após vacinas.

Quanto tempo dura a vacina de 2 meses? Tanto as vacinas dadas após o nascimento, como as vacinas de 2 meses ou 4 meses, têm durabilidade indeterminada.

Mas caso você não tenha um desses por perto, também é possível fazer uma compressa fria caseira – essa dica vem lá dos tempos antigos, das vovós! Para usar, umedeça um pano com água gelada (água quente não pode!) e coloque no local onde a vacina foi aplicada para aliviar a dor e desinchar a região.

Xô Febre ® substitui as famosas compressas geladas, de forma prática e segura, pois está pronto para usar em qualquer hora ou lugar. Em casos de febre, basta colar Xô Febre ® na testa, nas costas ou no peito. Sua ação prolongada garante alívio refrescante por no mínimo 8 horas.

Crianças abaixo de 12 anos: 1 gota/kg até a dosagem máxima de 35 gotas por dose. A dose recomendada de paracetamol varia de 10 a 15 mg/kg/dose, com intervalos de 4 a 6 horas entre cada administração. Não exceda 5 administrações (aproximadamente 50-75 mg/kg), em um período de 24 horas.

TRÍPLICE DPT
Assim chamada pela obrigatoriedade das doses quando o pequeno completar 2, 4 e 6 meses, a reação mais comum da vacina aplicada para evitar o aparecimento de difteria, tétano e coqueluche é o aparecimento de febre de intensidade variável no primeiro dia após a aplicação, que é feita no bumbum do bebê.

Como colocar a compressa Xô Febre? Usar a compressa Xô Febre é muito simples, basta retirar o adesivo que cobre o gel da compressa e aplicar sobre o local da vacina, testa, costas, peito em caso de febre ou sobre qualquer outra área que esteja inchada. As compressas podem ser cortadas ao meio.

Os medicamentos antitérmicos podem ser usados se houver reação APÓS a vacinação, mas não antes, como forma de prevenção. Em estudos realizados, observou-se que as crianças que receberam paracetamol profilático apresentaram uma redução nos títulos de anticorpos das vacinas administradas.