O que significa a expressão Antigo Regime presente no texto?

Perguntado por: amagalhaes . Última atualização: 19 de maio de 2023
4.8 / 5 3 votos

Antigo Regime é o sistema aristocrático político e social que surgiu na França no fim da Idade Média. Esse regime começou com a formação dos Estados Nacionais. Os franceses são usados como exemplos porque o sistema no país era o mais exato no quesito político e social.

Embora a sua utilização seja contemporânea à Revolução Francesa, o maior responsável pela fixação da expressão Ancien Régime na literatura foi Alexis de Tocqueville, autor do ensaio O Antigo Regime e a Revolução.

O Antigo Regime foi uma estrutura que permaneceu atuante até a Revolução Francesa. Nessa época, o governo era aristocrático, com o controle centralizado nas mãos de um monarca. Outros países da Europa também viviam sob esse regime, mas ele é comumente utilizado para identificar o Estado Francês.

Resumo dos principais elementos do Antigo Regime foram: Absolutismo, Sociedade Estamental e Mercantilismo.

O modelo administrativo do Antigo Regime surgiu em uma Europa que estava experimentando o Capitalismo Comercial. O poder dos nobres estava enfraquecendo e a figura do rei ficava cada vez mais forte. Com o apoio econômico dos burgueses, a centralização política foi se tornando cada vez mais consistente.

Qual era o papel do Brasil no Antigo Regime? R.: O papel do Brasil como colônia era fornecer metais preciosos e produtos necessários à economia europeia, e consumir os artigos vendidos pela metrópole.

A Sociedade do Antigo Regime estratificava-se em Ordens ou Estados – Clero, Nobreza e 3º Estado. O clero e a nobreza eram os grupos privilegiados. O 3º Estado, como grupo não privilegiado, suportava o pagamento de todos os impostos. Era na corte do Rei que se encontrava o centro da vida política do reino.

A expressão “Antigo Regime” foi criada pelos líderes da Revolução Francesa (1789) para se referirem ao período histórico anterior ao processo revolucionário. Esse termo possuía uma forte conotação negativa, pois expressava o absolutismo e suas características econômicas, políticas e sociais.

A sociedade do Antigo Regime se dividia em estamentos compreendidos entre clero, nobreza, burguesia e camponeses. O clero e a nobreza eram livres de impostos que recaíam sobre burgueses e camponeses.

A política desses países era baseada de forma hereditária, ou seja, o poder político era baseado no sangue da realeza. Havia a centralização política nas mãos dos reis, caracterizando o absolutismo monárquico.

Os pensadores iluministas CRITICAVAM o Antigo Regime em vários aspectos. Eles combatiam, por exemplo, o absolutismo monárquico, os privilégios da nobreza, a divisão da sociedade em estamentos e a interferência do Estado na economia. Lutavam também contra o poder da Igreja Católica.

Política: absolutismo centralização do poder nas mãos do rei. Economia: mercantilismo (forte intervenção do Estado absolutista na economia). Sociedade: estamental sem possibilidade de ascensão social baseada nos privilégios feudais. Cultura: intolerância religiosa e filosófica.

"Antigo regime" é o termo que designa o modo de governo do Estado e da sociedade francesa durante a Era Moderna.

As cidades eram, predominantemente, centros de comércio permanente ou temporário (feiras), e considerável parcela de sua população pertencia à burguesia comercial, do pequeno mercador ao grande negociante que comercializava com diferentes regiões do mundo; por esses motivos, em geral, nas grandes cidades se localizavam ...