O que significa Jeová em português?

Perguntado por: egodinho . Última atualização: 14 de janeiro de 2023
4.2 / 5 17 votos

O nome Jeová, em hebraico, é derivado do verbo HWH que significa “vir a ser; tornar-se”. Muitos eruditos creem que esse nome reflete a forma causativa desse verbo. Na Bíblia, em Êxodo 3:14 o próprio Jeová descreve a essência do seu nome.

O nome do Deus bíblico
Após o livro de Êxodo, no livro de Samuel, Deus é conhecido pelo nome de "Yahweh Teva-ot" ou "Ele traz as hostes à existência". As hostes possivelmente se referem à corte celestial ou a Israel. O nome pessoal de Deus era provavelmente conhecido antes da época de Moisés.

Jeová é uma das transliterações para língua portuguesa (além de Javé, Iehovah, Iavé ou até Yahweh) do Tetragrama YHVH, ou seja, a designação das quatro consoantes que compõem o nome de Deus em hebraico.

Javé ou Jeová
Ambos são traduções possíveis para o Tetragrama hebraico YHWH, "Eu sou o que sou". Nos dois casos o significado remete a SENHOR, Deus Criador Eterno, revelado na Bíblia Sagrada. A diferença na grafia deve-se a opções de tradução para as línguas latinas.

Em Êxodo , 20:7, nos ensina o Terceiro Mandamento: "Não tomarás o Nome do Senhor teu Deus em vão, porque o Senhor não terá por inocente o que tomar seu nome em vão”.

Em torno de 1530, o inglês Tyndale editou uma Bíblia, e ela passou a ser uma base das Bíblias em língua inglesa. Em seu trabalho, ele usou uma junção das vogais da palavra ADONAI, “meu senhor”, com as consoantes YHWH, o que resultou em JEHOVAH.

O nome que se refere a Jesus, o Salvador, aparece escrito na Bíblia ora como Yeshua, ora como Yehoshua.

Javé e Jeová são nomes dados para Deus na bíblia sagrada, de acordo com a tradução derivada do hebraico. Atualmente, Javé é adotado por algumas religiões como "nome de Deus", principalmente pelos católicos.

Originalmente, a palavra latina que deu origem [a] “deus”, surgiu a partir do termo Proto-Indo-Europeu diw ou deiwos, que significa “brilhante” ou “celeste”. A partir desta mesma raiz etimológica, surgiu o nome grego Zeus, considerado o “deus dos deuses”, de acordo com a mitologia grega.

Antes de o ser humano existir, no Céu existia um anjo chamado Lúcifer o qual Deus colocou numa posição de querubim da guarda, uma cargo de destaque em relação às demais criaturas celestes (Ez 28:14). Lúcifer era perfeito, sábio, belo e formoso, de vívido resplendor e reluzente (Ez 28:15, Ez 28:17).

Algumas sugestões são “Yahweh”, “Javé” ou “Jeová”. Os judeus do tempo de Jesus tinham muito respeito pelo nome YHWH, por isso não o diziam e substituíram a palavra por “Senhor”. Muitas versões também traduzem YHWH como “Senhor”.

No Antigo Testamento encontramos outros três nomes para Deus: Elohim (Deus), Adonai (Senhor) e Javé (Ele é). Os dois primeiros são genéricos, mas o terceiro ficou sendo o nome próprio do Deus dos hebreus.

OS PROTESTANTES (Testemunhas de Jeová): Como entendem que festas de aniversário são um costume pagão, as Testemunhas de Jeová não fazem nenhuma comemoração no dia 25 de dezembro. Apesar de prestarem devoção a Cristo, eles preferem negligenciar a data.

As Testemunhas de Jeová acreditam que a Bíblia é a palavra de Deus, tendo-a como base para suas crenças. O Novo Testamento é chamado de Escrituras Gregas Cristãs, e o Velho Testamento, de Escrituras Hebraicas.

O nome divino, o tetragrama, que deveríamos traduzir como "Senhor", seguindo o costume hebraico, aparece 6.220 vezes no Antigo Testamento (Strong's Hebrew), em hebraico.

O anjo perguntou o nome de Jacó, e ele respondeu dizendo: – Me chamo Jacó. O anjo respondeu: – Não te chamarás mais de Jacó, mas Israel, porque foste forte contra Deus e contra os homens, e você prevaleceu. A partir daqui, seu nome foi trocado, mas essa troca nos traz mais do que um simples mudar de nome.

Blasfêmia é uma ofensa a uma divindade. É um insulto a uma religião ou a tudo que é considerado sagrado. É a difamação do nome de um Deus. Blasfêmia é também uma palavra ou ato injurioso contra qualquer pessoa ou coisa respeitável.

Durante as batalhas pela terra de Canaã, os hebreus conduziam a Arca da Aliança aos locais de confronto por acreditarem que a mesma garantiria as vitórias. Seu caráter sagrado ainda foi descrito no livro de Samuel, quando os filisteus roubaram a arca dos hebreus.

Jeová {substantivo}
Jehovah {subst.}