Qual a importância do trabalho formal?

Perguntado por: lgil . Última atualização: 21 de fevereiro de 2023
4.1 / 5 2 votos

Uma das principais vantagens do trabalho formal é poder contar com a proteção das leis trabalhistas como auxílio doença, salário maternidade, FGTS, férias, 13° salário, aposentadoria, seguro desemprego, entre outros.

Exemplos de trabalho formal
É todo e qualquer trabalho que seja devidamente registrado dentro das normas da CLT, como: Professor contratado formalmente por uma escola de idiomas; Administrador contratado formalmente por uma empresa; Contador contratado formalmente por um escritório de contabilidade.

As principais diferenças entre as duas atividades estão no fato de que o trabalhador formal conta com carteira assinada, férias remuneradas, décimo terceiro salário, licença-maternidade, seguro-desemprego, licença médica, indenização se for demitido de maneira injusta, Fundo de Garantia de Tempo de Serviço (FGTS), ...

O trabalho formal ou assalariado é o que se caracteriza, conforme comentamos, como relação de emprego: nesses casos o empregador e o empregado estão cumprindo um contrato que estabelece direitos e deveres de ambas as partes, e que é regido pelas regras da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho).

Seja no meio acadêmico ou profissional, a linguagem formal é indispensável.
...
Assine a nossa Newsletter.

  1. Evite siglas e abreviações. ...
  2. Dê preferência a frases curtas. ...
  3. Sinônimos são amigos da linguagem formal. ...
  4. Evite clichês. ...
  5. Dê suporte visual ao destinatário. ...
  6. Considere se a linguagem formal é necessária.

Trabalho formal
Trata-se de um tipo de atividade indicada para profissionais que priorizam a estabilidade financeira, pois o vínculo empregatício garante um salário pago mensalmente.

Quem criou a CLT? A CLT foi criada pelo presidente Getúlio Vargas, em 1 de maio de 1943 durante o Estado Novo e surgiu pelo Decreto-Lei nº 5.452. O objetivo era criar um conjunto de leis que protegessem os trabalhadores e unificasse toda a legislação relacionada ao trabalho no Brasil.

No Brasil, a formação do mercado de trabalho, na sua forma capitalista, tem como data marcante o ano de 1850, tanto pela Lei de Terras, como pela lei que decretou, de vez, o fim do tráfico negreiro de forma eficaz (Lei Eusébio de Queiroz), abrindo espaço para o processo de abolição da escravatura no Brasil.

A CLT foi criada pelo Decreto-Lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943, e sancionada pelo presidente Getúlio Vargas, durante o período do Estado Novo. A Consolidação foi assinada pelo então presidente no Estádio de São Januário (Club de Regatas Vasco da Gama), que estava lotado para comemorar o feito.

O trabalho possibilita ao ser humano transformar a natureza para saciar as suas necessidades. É o trabalho que faz com que o indivíduo demonstre ações, iniciativas, desenvolva habilidades. É com o trabalho que ele também poderá aperfeiçoá-las.

Trabalhador autônomo é a pessoa física que exerce atividade econômica por conta própria. É o prestador de serviços a outra pessoa que não tem vínculo empregatício, mas pode ter um contrato. Trabalhador informal não tem vínculo, nem carteira assinada ou qualquer tipo de contrato.

O trabalho atua como meio de subsistência, de acesso à propriedade, e cumpre um conjunto de funções sociais. A história do Direito do Trabalho foi dividida em quatro períodos, aos quais denominaram formação, intensificação, consolidação e autonomia.

Ou seja: trabalhador informal é aquele que exerce sua atividade sem carteira assinada ou, no caso de autônomos, sem um CNPJ (o Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica).

Uma das diferenças entre trabalho formal e informal é que, no trabalho formal, o trabalhador recebe um salário líquido com uma série de descontos. Já o trabalhador informal, fica com os valores totais recebidos, porém, não existe uma remuneração garantida.

A principal diferença entre a linguagem formal e a informal está na preocupação com as normas gramaticais (norma culta) da língua: na formal, precisamos respeitar o uso correto do português, utilizando um vocabulário claro e diversificado; já na informal, podemos usar gírias, abreviações, interjeições, palavras ...

É o mesmo que trabalho com a carteira assinada, trabalho registrado.

Resposta: O ambiente formal é quando usamos a norma culta da língua. Já o ambiente informal é quando usamos a linguagem coloquial.