Qual antibiótico mais forte para infecção urinária?

Perguntado por: esalgueiro . Última atualização: 25 de maio de 2023
4.3 / 5 4 votos

Os antibióticos mais indicados para tratar uma infecção urinária são: Nitrofurantoína (Macrodantina): a dose recomendada é de 1 cápsula de 100 mg, a cada 6 horas, durante 7 a 10 dias.

Mas as causas por trás desse problema de saúde são diversas, entre elas higiene inadequada, histórico familiar, gestação, infecção hospitalar, atividade sexual e doenças crônicas, como diabetes. A infecção urinária pode afetar bexiga (quando ganha o nome de cistite), uretra (uretrite) ou rins (pielonefrite).

Infecção nos rins – Pielonefrite
A chamada Pielonefrite ocorre quando a infecção chega aos rins, tornando-se a variação mais preocupante da infecção urinária, podendo levar a uma infecção generalizada e até mesmo o óbito do paciente.

Portanto, caso não haja melhora dos sintomas de pielonefrite com o antibiótico, o paciente deverá procurar atendimento médico rapidamente. Se for constatada alguma complicação da pielonefrite, deverá ser internado para observação e para receber antibióticos na veia.

Para o tratamento da infecção urinária crônica, o urologista poderá buscar por diversos tratamentos alternativos, como, por exemplo, a prescrição de medicamentos mais fortes ou tratamento prolongado com o uso de medicamentos.

Existem, atualmente, 4 marcas em comercialização: Uro-Vaxom®, SolcoUrovac®, StroVac® e Uromune®. A Uro-Vaxom® é a mundialmente mais utilizada, sendo a única vendida no Brasil, atualmente. Ela é produzida a partir do lisado de estruturas da membrana celular de 18 cepas diferentes de Escherichia coli.

Geralmente os sintomas acabam após 1 dia, mas, se persistirem por mais de 3 dias, é importante que haja uma reavaliação pelo urologista. – Infecção em Homens: A infecção urinária nos homens é mais rara, geralmente associada a doenças da próstata.

Geralmente, antibióticos e muita água, em casa mesmo, resolvem o problema. No entanto, em pessoas mais velhas ou quando a infecção já alcançou outros órgãos para além da bexiga, o paciente deve ser internado. Depois que o problema chega ao rim, a condição passa a ser chamada de pielonefrite e o perigo aumenta.

Basicamente, o que difere a cistite de uma infecção urinária é a região em que está acometida pela doença. Na prática, as cistites se caracterizam pela inflamação da bexiga. Já a infecção urinária pode acometer todo o sistema urinário, desde os rins até a uretra.

Sintomas de infecção urinária simples (cistite)

  1. Disúria, que é a ardência ou dor ao urinar, é o sintoma mais comum da cistite;
  2. Frequência urinária com baixo volume de urina;
  3. Sensação de pouco esvaziamento ou de peso na bexiga;
  4. Incontinência urinária;
  5. Sangue na urina;
  6. Urina com cheiro forte.

Urina turva com cheiro intenso e desagradável; Dor abdominal ou sensação de peso no fundo da barriga; Febre de até 38ºC.

Normalmente, a dor aparece com mais intensidade na região do fundo das costas. A infecção renal é considerada uma condição potencialmente grave, já que afeta um órgão vital.

As infecções urinárias após o sexo ocorrem com mais frequência em mulheres por uma questão anatômica do corpo: como a uretra do organismo feminino é mais curta e próxima do canal vaginal, durante o ato sexual, é comum que as bactérias da própria vagina adentrem na bexiga, o que pode levar à famosa cistite.

A água, por ser líquida, contribui para eliminar os microorganismos presentes no trato urinário. Por isso, é fundamental a ingestão dela para alívio imediato dos sintomas da cistite. Não é à toa que essa dica está em primeiro lugar, beber água é hábito muito importante para manter a nossa saúde física!

Pyridium é um medicamento de uso oral e adulto, feito com a substância ativa cloridrato de fenazopiridina, indicado para o alívio de dores e desconfortos no momento de urinar. O medicamento é produzido pela Zodiac, e sua versão de 200mg é comercializada em embalagens com 18 drágeas.

Além de tudo, alimentos picantes, como pimentas e condimentos fortes, devem ser evitados durante uma infecção urinária. Afinal, esses alimentos podem causar bastante irritação na bexiga e no trato urinário, assim como agravar outros sintomas e desconfortos.

comprimido convencional: 250 mg cada 12 horas, durante 7 a 14 dias. comprimido convencional: 500 mg cada 12 horas, durante 7 a 14 dias. comprimido de liberação prolongada: 1 g, uma vez por dia (com a refeição da noite), durante 7 a 14 dias.

Os sintomas são dores e vontade excessiva de urinar, porém é menos grave que a infecção urinária, podendo ser trada com ingestão de liquido e analgésicos para a dor. “Um grave problema é que a dor criar certo receio em urinar, agravando as consequências da doença”, ressalta.

A saber, essa infecção pode desaparecer sozinha em alguns dias, principalmente quando do tipo leve. No entanto, muito embora às vezes seja preciso tomar antibióticos. No geral, o médico pode prescrever antibióticos. Por exemplo, um comprimido ou cápsula 2 a 4 vezes ao dia por 3 dias, dependendo de cada caso.

Dor para urinar (disúria)
A dor para urinar, chamada disúria, talvez seja o sintoma de infecção urinária mais comum. O termo disúria engloba diferentes queixas durante a micção, tais como dor, ardência, queimação, incômodo ou sensação de peso na bexiga.

Os principais antibacterianos indicados para o tratamento da cistite são ciprofloxacina, norfloxacina, amoxacilina e, sulfametoxazol com trimetropina. Por se tratarem de remédios antibióticos, sua compra é feita somente mediante retenção da prescrição médica.