Como pagar o INSS por conta própria?

Perguntado por: mjesus7 . Última atualização: 21 de fevereiro de 2023
4.7 / 5 8 votos

O pagamento do INSS autônomo pode ser realizado em casas lotéricas, agências bancárias, aplicativos bancários ou pela internet. Para realizar o pagamento é necessário emitir ou preencher a Guia de Previdência Social (GPS) no site da receita federal.

O profissional autônomo deve se inscrever como contribuinte individual. Em seguida, faça a escolha do tipo de contribuição (veja mais abaixo quais são eles) Preencha e emita a guia para fazer o pagamento, clicando aqui. Após o preenchimento é só efetuar o pagamento.

Sim, é possível pagar o INSS por conta própria, emitindo sua Guia e realizando o recolhimento aos cofres públicos. Ao realizar esta contribuição obrigatória, o profissional fica com garantias como licença-saúde e pode contar tempo para a aposentadoria.

Contribuintes individuais (autônomos) pagam 20% sobre um valor entre R$ 1.302,00 (salário-mínimo) e R$ 7.507,49 (Teto do INSS). Também, há a possibilidade de eles recolherem com 11% sobre o mínimo, que equivale a R$ 143,22.

Qual a diferença de pagar MEI ou INSS facultativo? Enquanto o MEI é uma empresa que paga o INSS junto com seus impostos mensais, o contribuinte facultativo é uma pessoa física que escolhe recolher o INSS voluntariamente.

Exemplo do Glauber
Como está próximo de se aposentar por idade e falta apenas um ano de contribuição, ele optou por fazer o pagamento desse 1 ano (12 meses) com 20% sobre o Teto do INSS. Teto do INSS (2022) = R$ 7.087,22; 20% de R$ 7.087,22 = R$ 1.417,44.

Mas afinal, qual diferença entre o contribuinte facultativo e o contribuinte individual? A diferença principal é que, enquanto o contribuinte facultativo não exerce atividade remunerada, o contribuinte individual exerce atividade remunerada por conta própria. Ou seja, o contribuinte individual é o trabalhador autônomo.

16 anos de idade

As contribuições ao INSS podem começar a partir dos 16 anos de idade, mas o adolescente pode iniciar suas atividades profissionais desde os 14 anos, como menor aprendiz.

Em condições mínimas de equiparação, com o autônomo contribuindo com o INSS, essa escolha já se torna mais cara do que ser MEI. Um microempreendedor não tem custos de formalização e paga pouco em impostos. Além disso, se precisar contratar um funcionário, o autônomo também pagará mais caro.

Benefícios do INSS para o autônomo
Se você pagar 11% do atual salário-mínimo, terá direito a quase todos os benefícios da Previdência, por exemplo: auxílio-doença. aposentadoria por idade. aposentadoria por invalidez.

Em 2023, o trabalhador autônomo deve pagar 20% em cima de um valor que deve ser entre o salário-mínimo e o teto do INSS. Sendo assim, os valores podem ser entre R$260,40 a R$ 1.417,44. Já na alíquota reduzida, é possível pagar 11% do salário mínimo, que é R$143,22.

Sim, apesar não terem direito ao décimo terceiro, os profissionais autônomos podem contribuir com o Instituto Nacional da Previdência Social (INSS) e garantir direitos como a aposentadoria.

Se você parou de contribuir para o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), e agora quer voltar a fazer contribuições, saiba que isso é plenamente possível. Por inúmeros motivos, é comum que os segurados parem de contribuir. Seja em razão do desemprego, de uma demissão, seja por conta do déficit na renda familiar.

Quem paga INSS autônomo tem direito ao PIS? O profissional autônomo não tem direito ao PIS, já que uma das regras do abono é estar trabalhando com carteira assinada.

Cada tipo de benefício exige um tempo mínimo de contribuições. A saber: Auxílio-doença e aposentadoria por incapacidade permanente: 12 (doze) contribuições mensais; Aposentadoria por idade, aposentadoria por tempo de serviço e aposentadoria especial: 180 (cento e oitenta) contribuições mensais.

Realizar Inscrição no INSS

  1. Pedir o serviço. Acesse o Meu INSS; Clique em “Inscrever no INSS”; Leia o texto que aparece na tela e avance seguindo as instruções. ...
  2. Receber resposta. A resposta é imediata pois o número da inscrição é gerado no final da solicitação. Canais de prestação. Aplicativo móvel :

Benefício para a pessoa que comprove o tempo mínimo de contribuição: Homem - 35 anos. Mulher - 30 anos.

A aposentadoria do MEI tem os mesmos requisitos da aposentadoria de qualquer outro empresário. A única diferença é que, se você pagar o INSS apenas com a alíquota de 5% (sem complementação), você não terá direito à aposentadoria por tempo de contribuição.

Inclusive, a própria declaração anual do MEI pode ser preenchida com valores zerados. Portanto, resumindo: não é proibido abrir um MEI apenas para contribuir com o INSS, mas também não é a forma correta. Nada impede que, no futuro, a Previdência Social coloque barreiras para impedir e invalidar essa prática.