O que posso usar para substituir o feijão?

Perguntado por: icordoba . Última atualização: 19 de maio de 2023
4.3 / 5 13 votos

Lentilha, vagem, ervilha, soja e grão-de-bico são opções para variar o cardápio sem perder nutrientes como proteínas, ferro, cálcio, magnésio, zinco, vitaminas (principalmente do complexo B), carboidratos e fibras. Segundo a médica Elisabete Almeida, “o ideal é consumir uma concha diariamente.

Eliminar totalmente os carboidratos da dieta pode causar sintomas como dores de cabeça, falta de energia, alterações de humor, dificuldade de concentração e ansiedade. O déficit do nutriente pode levar o indivíduo a consumir mais proteínas que o recomendado para promover a saciedade.

Uma das principais consequências de parar de comer arroz é a perda de peso. Isso ocorre porque o arroz é um alimento com baixo teor calórico. A redução calórica pode levar a uma perda de peso significativa se não for compensada com outros alimentos ricos em calorias.

Morango – além ferro, contém fibras e antioxidantes. Damasco. Coco. Uva-passa – além do ferro, é rica em propriedades digestivas.

Lentilha, vagem, ervilha, soja e grão-de-bico são opções para variar o cardápio sem perder proteínas, ferro, cálcio, magnésio, zinco, vitaminas, principalmente do complexo B, carboidratos e fibras.

100 gramas de feijão contêm 1,3 grama de ferro. E a mesma porção de beterraba possui apenas 0,2 grama de ferro. Ao pensamos no aporte de ferro, é preciso considerar também a sua biodisponibilidade, ou seja, a capacidade de ser absorvido e aproveitado pelo organismo.

Por exemplo, o nosso corpo vai sentir falta de ferro, um mineral importante para a produção de glóbulos vermelhos, que carregam oxigênio para as diferentes partes do nosso corpo. Além disso, a falta de proteínas também pode afetar o nosso sistema imunológico, aumentando o risco de desenvolver doenças.

Feijão. Dentre as fontes vegetais da proteína, variados tipos de feijões se destacam quando o assunto é alimentação vegetariana e ganho de massa muscular. O feijão preto cozido, por exemplo, contém cerca de 15 gramas de proteína por xícara (cerca de 172 gramas).

Porém, o que talvez você não saiba é que uma xícara (chá) de feijão tem 21 gramas de carboidratos e, em razão disso, a ingestão diária desse alimento nos fornece boas doses de potássio e ferro, além de proteínas e fibras.

Para que esses alimentos não se tornem os vilões da balança, é preciso atentar à quantidade: duas a três colheres de arroz e meia concha de feijão por dia estão ótimas. Veja um cardápio para perder peso consumindo a dupla mais amada do Brasil.

Azuki

Experimente um tipo de feijão chamado Azuki ou feijão japonês. Este feijão contem uma quantidade muito menor do carboidrato, chamado de rafinose, que é responsável pela fermentação. Por isso, produz menos gases.

Excelente para quem quer emagrecer
Uma porção de 60 gramas de feijão tem apenas 205 calorias. Por suas características, o feijão aumenta a sensação de saciedade de quem o consome, o que é ótimo para aqueles que estão fazendo algum tipo de dieta de emagrecimento.

- EVITE: carboidratos refinados Açúcar, macarrão, biscoito, pão branco e doces em geral possuem poucas fibras e fazem você sentir fome pouco tempo depois de se alimentar, pois são absorvidos rapidamente pelo organismo.

Além disso, existem alguns alimentos que não contém carboidratos, como é o caso das proteínas, como frango, ovos e peixes, e das gorduras, como azeite e óleo de abacate. O carboidrato é um nutriente importante para fornecer energia para o corpo e que está presente em diversos alimentos.

Carboidratos bons
Esse tipo de carboidrato está presente em vegetais, frutas, legumes, sementes, grãos integrais – como aveia e quinoa – e tubérculos -por exemplo, batata doce. Os amidos também são carboidratos complexos e atuam de forma similar à fibra.

Segundo a nutróloga, após um longo período sem ingerir açúcar refinado, o corpo atinge índices glicêmicos mais estáveis, o que acarreta na melhora da saúde intestinal, pois o alto consumo do açúcar desequilibra a flora e, quando nosso processo digestivo não funciona bem, há maior inflamação, que atua no corpo como um ...

Veja abaixo alimentos que não devem ser requentados. Arroz: a situação fica mais perigosa quando ele não é cozido integralmente e alguns grãos permanecem crus. Isso, associado a uma temperatura morna, aumenta o risco de contaminação por uma bactéria conhecida como Bacillus cereus, que possui rápida proliferação.

Suco de acerola, laranja e linhaça
Nesse suco, o alimento com maior quantidade de ferro presente em sua composição nutricional é a semente de linhaça. No entanto, a acerola e a laranja são frutas que possuem grandes quantidades de vitamina C, o que ajuda o organismo a absorver o ferro presente nas sementes de linhaça.