Como saber se o sushi é de boa qualidade?

Perguntado por: dgois . Última atualização: 19 de fevereiro de 2023
4.9 / 5 18 votos

O ingrediente mais importante de sushi e sashimi é, obviamente, o peixe. Por ser consumido cru, quanto mais fresco melhor. Aparência e textura já dão as primeiras pistas sobre a qualidade do pescado. “A carne tem que ter um brilho natural e a textura tem que ser firme”, resume Marco Furtado, sushiman do Aizu.

Provavelmente está estragado se tiver um cheiro forte, pungente e parecido com amônia. O salmão fresco tem um cheiro bem leve. Procure uma camada leitosa. Um dos sinais de que um peixe cru está estragado é a presença de uma camada branca e translúcida.

10 peças

A quantidade de sushi que uma pessoa come pode variar muito dependendo de quem se trata, mas atenção: a média para uma única pessoa é entre 8 e 10 peças de sushi por refeição. 8 a 10 peças.

A origem do sushi
Durante o período Edo (1603 – 1868), os sushimen começaram a servir o peixe sob o arroz ao invés de descartá-lo. Uma vez aperfeiçoado, esse estilo se tornaria conhecido como nigirizushi, um dos tipos mais comuns de sushi servido nos dias de hoje.

Salmão inteiro: Para saber se o peixe está em bom estado, aperte a barriga para saber se a carne está firme. Outro detalhe é a avaliação das escamas, que devem ser firmes e oferecer resistência ao serem arrancadas com a mão. Os olhos devem estar brilhantes e a guelra avermelhada.

O brilho das escamas é essencial. Elas devem estar bem uniformes, sem soltar com facilidade. A “babinha” sobre a pele, o muco protetor do peixe, indica que ele está bem fresco também. No caso de salmão já aberto, verificar a coloração dele: tem que estar uma cor laranja bem viva.

3 dias

O sushi pode ser armazenado de 2 a 3 dias se não contiver muita proteína. Assim, as receitas à base de arroz são ideais para guardar em local ou no frigorífico à temperatura ambiente. Recomenda-se, portanto, o uso de uma geladeira para guardar o sushi.

Um estudo conduzido pela Proteste em restaurantes de São Paulo onde é comercializado esse tipo de alimento mostrou que apenas 2 de 60 amostras analisadas continham agentes causadores de doenças. Isso reforça a afirmação de que o consumo de sushi é seguro.

O sushi é uma culinária tradicional de outro país, porém os ingredientes presentes nela são, em sua maioria, baratos. O que o torna mais caro é o preparo, técnica e apresentação, por isso, é necessário saber como calcular o preço de sushi.

Podemos afirmar que, como regra geral, sushi é uma opção saudável, já que possui minerais, ômega 3 e outros nutrientes e seu valor calórico é normalmente mais baixo que outras refeições.

A anisaquíase é uma infecção causada por um parasita do gênero Anisakis sp., que é encontrado principalmente em frutos do mar, como crustáceos, lula e peixes contaminados. Por esse motivo, este tipo de infecção é mais comum em culturas nas quais existe o hábito de ingerir comida crua, como sushi, por exemplo.

“Sabe-se que o salmão, por exemplo, pode ter alguns parasitas, mas há espécies mais “limpas” como o ruivo, ou até alguns peixes criados em aquacultura, que podem ser utilizadas com maior segurança”, exemplifica Maria João Santos.

O Wasabi é aquela pastinha verde que acompanha o sushi e vem na lateral do prato ou barca. Também conhecido como "raiz forte", o wasabi vem da planta wasabia japonica, muito utilizada na culinária japonesa. Geralmente, quem experimenta sushi nas primeiras vezes, não se aventura a provar a raiz forte.

Opção 4: Combinado Sushi 50 peças de R$61,90 por R$38,90.
50 peças (múltiplos de 5 unidades): nos sabores Salmão, Camarão, Kani e Skin.

Calorias do Sushi: Salmão e Atum
Em ambos os casos há de forma aproximada 40 calorias na unidade média. Ao consumir 10 em uma única refeição o corpo ganha 400 calorias. Os pedaços pequenos também são comuns e engordam menos: 20 calorias, ou 200 calorias a cada 10 unidades.

1115 calorias

Existem 1115 calorias em Sushi (30 pedaços).

Jun Sakamoto

Dono de uma estrela Michelin e Considerado o melhor sushiman do Brasil, Jun Sakamoto mostra, pela primeira vez, suas técnicas num curso on-line.

Hot roll. Os hot rolls (rolinhos quentes) dividem opiniões: há quem os ame e quem os deteste, mas o motivo é bem simples. Essa divisão de opiniões acontece pelo fato destas peças serem empanadas e fritas - o que difere bastante do sushi clássico, que leva ingredientes crus.

A culinária japonesa no Brasil é uma adaptação da culinária japonesa original, ao paladar brasileiro. Por isso, saiba que o nosso sushi passa longe em sabor e qualidade do peixe, comparado ao do restaurante japonês tradicional, no Japão.