O que acontece com o estômago quando Vomitamos?

Perguntado por: ocaetano . Última atualização: 22 de fevereiro de 2023
4.9 / 5 13 votos

O vômito, também denominado de êmese, nada mais é que uma eliminação involuntária do conteúdo gástrico. Ele ocorre por causa de uma forte e incontrolável contração dos músculos abominais que levam ao aumento súbito da pressão intra-abdominal e, consequentemente, à expulsão do conteúdo gástrico.

Primeiramente você deve descansar o estômago por algumas horas e não comer nada sólido e beber apenas líquidos claros. Um pouco mais tarde você pode comer comidas leves e suaves que são fáceis de digerir. Se você estiver vomitando muito, o melhor é tomar apenas pequenos goles freqüentes de líquidos claros.

Acontece que quando vamos vomitar, essa informação logo é passada pelo sistema nervoso para as glândulas. Isso acontece para que o fluxo salivar antes e durante o vômito. Essa é a maneira que o nosso organismo encontrou de tentar nos proteger.

Depois de vomitar, não lhe dê nada (nem água) durante 15 a 30 minutos. Mais tarde dê-lhe a beber pequenos golos de líquido: 1-2 colherzinhas cada 10-15 minutos.

Dor de estômago acompanhada de vômitos
Muitas vezes, a dor seguida por vômitos pode ser uma úlcera ou uma gastrite. Mas dependendo das circunstâncias em que ocorre, pode ser uma toxinfecção alimentar. Nesses casos, busque atendimento médico, sobretudo se o vômito for reincidente.

Não escove os dentes imediatamente após o vômito, pois o ácido do estômago enfraquece o esmalte do dente e a escovação pode acentuar a perda do mineral do esmalte. Ao escovar os dentes, utilize creme dental que contenha flúor.

Em geral, no paciente previamente saudável, com recuperação de seu estado nauseoso, pode e deve repousar. Caso vomitos persistentes ou outras doenças já estabelecidas, procure seu médico assistente para cuidados preventivos quanto a possíveis complicações do sintoma.

Mas o vômito não consegue eliminar as calorias, uma vez que o corpo ainda retém boa parte do alimento ingerido, e absorve suas calorias.

O vômito, também denominado de êmese, nada mais é que uma eliminação involuntária do conteúdo gástrico. Ele ocorre por causa de uma forte e incontrolável contração dos músculos abominais que levam ao aumento súbito da pressão intra-abdominal e, consequentemente, à expulsão do conteúdo gástrico.

Entre os problemas de saúde que podem desencadear vômito, destacam-se as gastroenterites, intoxicações alimentares, enxaquecas, alergias, síndrome do intestino irritável, infartos, bulimia, tumores, acidentes vasculares encefálicos, convulsões, entre outros.

Quando finalmente ocorre o vômito, o locus coeruleus libera uma grande quantidade de serotonina. Essa serotonina, ao “banhar” aquela região, pode muitas vezes suprimir a dor de cabeça da enxaqueca. Isso explica o motivo pelo qual a dor de cabeça da enxaqueca melhora em muita gente, após vomitar.

Os alimentos com baixo teor de fibras e ricos em nutrientes são os mais indicados na recuperação, por isso insira no seu cardápio: arroz branco e legumes. As carnes brancas, como frango e peixe sem pele, também estão liberadas para o consumo.

Evite a ingestão de líquidos junto às refeições. Evite comer em locais abafados, quentes ou com odores que possam causar náuseas. Não tente ingerir seus alimentos preferidos quando sentir náuseas. Descanse após refeições, pois a atividade pode retardar a digestão.

O vômito que ocorre de maneira violenta, no qual o fluxo é lançado a uma grande distância da boca, chamado de vômito em jato, é preocupante e o médico deve ser procurado imediatamente.

Maçã e banana são exemplos de frutas relacionadas à melhora de sintomas de enjoo, segundo a ciência. Isso porque elas possuem uma consistência agradável, mesmo para quem está nauseado, além de um sabor adocicado e crocante, que são características ideais para o paladar de pessoas com enjoo.