Qual é o refrigerante mais antigo dos Estados Unidos?

Perguntado por: mramos . Última atualização: 3 de fevereiro de 2023
4.5 / 5 9 votos

Coca-Cola

Os primeiros refrigerantes da história continuavam, portanto, sendo comercializados como produtos medicinais – e foi também um farmacêutico, o americano John Pemberton, quem criou o mais famoso deles, a Coca-Cola, em 1886.

A Pepsi, assim, como sua grande rival, a Coca-Cola, foi inventada por um farmacêutico. A fórmula é do americano Caleb Bradham e foi criada em 1898. A da Coca-Cola foi em 1886. A diferença é que o inventor da Pepsi estava procurando criar uma "bebida refrescante".

Lançado em 1921, mas fruto de pesquisas que se desenvolviam desde 1905, o Guaraná Champagne da Antarctica – ou simplesmente Guaraná Antarctica, como foi rebatizado em 2002 – é o mais antigo refrigerante brasileiro.

Pelo 10º ano seguido, a Coca-Cola foi a marca mais consumida do mundo, segundo o relatório Brand Footprint, da Kantar. O estudo aponta que a marca de refrigerantes foi escolhida pouco mais de 6,6 bilhões de vezes pelos consumidores no mundo todo em 2021.

O segundo lugar de refrigerante mais vendido no mundo fica para a Pepsi. Não é uma surpresa, já que ela está presente na maior parte dos países do mundo. São diversas versões do produto, que variam do tradicional sabor de cola, até limão, cereja e baunilha.

Há 130 anos, a Coca-Cola foi criada como uma bebida de cola. Com tantas variantes, a Coca-Cola original e Diet Coke são 2 refrigerantes mais populares, não apenas desta empresa, mas também no mundo global.

Coca-Cola

A Coca-Cola ainda é a bebida mais vendida no país, com uma participação de mercado de 17,6%. Hoje, a Coca Diet corresponde a 8,5% do total, depois que as vendas caíram 6,6% em 2014. Já a Pepsi tem uma fatia de 8,8%.

Em primeiro lugar, porque não foi capaz nestes anos todos de montar uma estrutura eficiente de distribuição do que produz. A Pepsi nunca conseguiu estar presente em mais de 50% do território brasileiro. Distribuição, num negócio em que se ganha com escala, é um ponto fundamental.

Sem surpreender a Coca-Cola foi a marca mais lembrada espontaneamente por 67% dos entrevistados. A marca também fica no topo das preferidas. Coca-Cola, Guaraná Antarctica e Fanta Laranja foram as marcas mais consumidas nos últimos 12 meses.

“O Guaraná Antarctica é um nome conhecido no Brasil, mas nos EUA somos uma marca desafiadora.

O grande destaque é Fruki Guaraná que se consolidou como a marca mais vendida no estado, com 30% de mercado (dentro do sabor guaraná). Outro fator que contribuiu para o crescimento na participação no segmento de refrigerantes foi o aumento do share nos mercados de tônica, citrus e uva.

Tianfu Cola

Chongqing, 8 jan (Xinhua) -- A chinesa Tianfu Cola, que já foi o refrigerente mais vendido na China, voltará ao mercado depois de quase 20 anos, informou o produtor na quinta-feira.

Coca-Cola é o produto mais vendido na Europa. O refrigerante encabeça o ranking das cem marcas que dominam as gôndolas no continente.

Coca-Cola é uma das marcas mais valiosas do mundo e também a mais consumida. Segundo o relatório Brand Footprint, da Kantar, a Coca-Cola foi a marca mais consumida pelo 9º ano seguido. O refrigerante foi escolhido pouco mais de 6,5 bilhões de vezes pelos consumidores do mundo todo em 2020.

O refrigerante 7UP foi introduzido no Brasil em 1995, mas devido à baixa aceitação do público em geral foi retirado do mercado dois anos depois.

Asa Griggs Candler

Asa Griggs Candler foi um magnata dos negócios que fez a maior parte de sua fortuna comprando a fórmula da Coca-Cola. Ele também serviu como prefeito da cidade de Atlanta, Geórgia, Estados Unidos de 1916 a 1919.

Uma lata de Pepsi contêm 39g de açúcares, o mesmo que 156% dos valores indicados pela OMS. O brasileiro Guaraná Antarctica apresenta a menor quantidade dentre os produtos analisados, 36g de açúcares, mas também ultrapassa bastante os 25g, o que equivale a 144% dos valores indicados pela OMS.

Ricardo Fort - O refrigerante mais vendido na Índia é o Thums Up, uma marca local comprada pela Coca-Cola em 1993. Se olharmos todas as nossas marcas, nossa participação total é de 56%.