Tem que raspar o cabelo pra entrar no Exército?

Perguntado por: dfernandes . Última atualização: 20 de janeiro de 2023
4.3 / 5 16 votos

Questão de padronização da tropa. Esse corte, usado não só no Exército como também na Marinha e na Aeronáutica, é chamado de “meia cabeleira curta”.

O corte militar é um modelo simples e rápido de corte. Porque ele consiste em manter o cabelo baixo nas laterais, e os fios mais altos na parte superior da cabeça. Com as novas tendências aparecendo, agora é possível deixar um efeito degradê na lateral do cabelo. Isso traz ainda mais estilo e atitude ao corte.

O corte militar não escolhe tipo de cabelo.

Assim, durante a Segunda Guerra Mundial, se impôs definitivamente o barbear e o corte de cabelos, considerando a padronização da tropa, a higiene dos militares e, também, em razão da segurança destes, que podiam prender os cabelos em armas, causando acidentes até mesmo fatais.

Sobre os acessórios, o regulamento reforça a proibição de piercing nasal, de língua, labial, de face, na sobrancelha e na orelha. Há ainda limitação de um cordão no pescoço, desde que seja metálico ou em tecido.

#ConheçaSeuExército - quando estão utilizando uniforme, os militares não podem usar barba. A única exceção é quando, por motivo de saúde, o militar é autorizado a usar barba temporariamente. Nesse caso, o uso do uniforme é restrito ao interior dos quartéis. Regina Knopf e outras 6.901 pessoas curtiram isso.

Os motivos são higiene e uniformização. Assim como o uso de fardas iguais, a estética do rosto também é uma forma de uniformização. Porém, em situações específicas a regra admite exceção.

O Exército tem um programa de instrução bem detalhado, tudo é previsto com muita antecedência. Em tempos de paz, oficiais e praças dão tudo de si para bem formar os reservistas. Todo dia tem treinamento físico. Só exercitando os músculos os soldados conseguem resistência para suportar os rigores da vida militar.

Recentemente, a Força Aérea Brasileira (FAB) passou a aceitar penteados afro no seu regulamento de uniformes (Rumaer). É a primeira vez que a trança nagô com coque e black power curto são aceitos enquanto padrão da caracterização de mulheres negras parte do contingente.

O corte militar é um estilo de cabelo curto, onde as laterais e nuca são raspadas e o topo é deixado com um comprimento maior. Ele pode ser feito em qualquer tipo de fio (liso, ondulado, cacheado e crespo).

Apesar da rotina pesada, as mulheres do Exército brasileiro são vaidosas. Unhas pintadas com esmaltes claros, brincos pequenos, uma pulseira e um anel em cada mão. Isso é o máximo permitido, segundo as regras. A invasão feminina aos quartéis começou em 1992.

Militar: Os cortes militares costumam ser para tamanho de cabelo curtos, assim como no exército, em algumas exceções com pequenos topetes. Para ter estilo, uma boa dica de corte de cabelo masculino militar é deixar as laterais menores e focar o volume no topo.

Usam uniforme completo cedido pelo Exército no dia a dia e em eventos oficiais. Têm o dever de cuidar das peças, engraxar os coturnos, além de fazer a barba e raspar bem o cabelo.

Um dos motivos para este dever militar é manter a capacidade do país de se defender contra um ataque da Coreia do Norte, se for o caso, já que tecnicamente ainda está em guerra. O alistamento segue o conceito de que "todos os cidadãos de uma nação são responsáveis pela defesa de seu país". Mas há exceções.

É permitido aos oficiais, Subtenentes e Sargentos o uso de bigode, desde que discreto, aparado, não ultrapassando as comissuras labiais, devendo constar da Carteira de Identidade do militar.

Cárie não é motivo para reprovar candidato em concurso público. Um excesso de zelo da Brigada Militar quase impediu um candidato de prosseguir nas provas para ingressar na corporação como soldado.

A média salarial nacional de Recruta na empresa Exército Brasileiro é de R$ 1.200 por mês. O salário mensal de Recruta na empresa Exército Brasileiro varia de R$ 964 a R$ 1.782.

Em tal cenário, o cidadão que possuir altura maior que 1,70 m e peso maior que 60 kg e, ainda, no teste realizado pelo dinamômetro, aferir força muscular superior a 127 kg, será considerado tipo físico "A".