Quanto tempo leva para o IPTU entra em dívida ativa?

Perguntado por: ivargas8 . Última atualização: 19 de fevereiro de 2023
4.9 / 5 11 votos

Em se tratando de Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) o prazo precriscional é de cinco anos , contados da data de constituição definitiva dos créditos.

Como consultar dívida ativa de IPTU
Para consultar a dívida ativa de IPTU com o CPF basta acessar o site da Prefeitura do município onde se localiza o imóvel ou presencialmente na própria Prefeitura. Dessa forma, é possível emitir uma guia para pagamento e regularizar a situação.

O que pode acontecer com quem não paga o IPTU? Uma dívida de IPTU faz com que o cidadão seja inscrito em Dívida Ativa. A cobrança é feita pela Procuradoria Geral do Município por meios judiciais (processo de execução fiscal) ou extrajudiciais, como o protesto, por exemplo.

IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano)

  1. Para regularizar, procure a Prefeitura do município onde se localiza o imóvel;
  2. Saiba o valor do seu débito;
  3. Uma guia para pagamento será emitida, e é só pagar para a situação ficar regularizada./li>

Quando é cobrado o IPTU? O IPTU é cobrado no início de cada novo ano e pode ser parcelado ou quitado à vista. A maioria das cidades oferece descontos para o pagamento em parcela única.

Caso o cidadão deixe de realizar o pagamento do débito inscrito, a PGM pode cobrar por processo judicial (execução fiscal) ou extrajudicial, como envio de cartas de cobrança e o protesto. OBS: Qualquer débito que já esteja na dívida ativa estará automaticamente no CADIN (Cadastro Informativo do Município).

Caso a dívida não seja quitada, o contribuinte receberá, em até 15 dias, uma notificação do cartório, que a partir do 16º dia, fica autorizado a protestar o título de cobrança.

  1. Acesse o portal REGULARIZE e clique na opção "Consultar Dívida Ativa".
  2. Selecione uma das abas referentes à natureza da dívida que tem interesse em consultar: "Dívida Não Previdenciária", "Dívida Previdenciária" ou "Dívida FGTS".

O devedor será protestado em cartório e terá seu CPF negativado no Serasa e SPC e para limpar o nome precisará pagar a dívida e as custas do cartório. Não poderá emitir Certidão Negativa de Débitos Relativos a Créditos Tributários Federais e à Dívida Ativa da União (CND) .

cinco anos

Embora os trâmites sejam burocráticos, não é bom correr o risco de deixar um imóvel ir a leilão por falta de pagamento do IPTU. Há um prazo limite de cinco anos - contados a partir do primeiro dia de atraso - passado o período, o inadimplente e proprietário do imóvel será notificado em relação ao débito.

Isso significa que se o proprietário não pagar o IPTU, o imóvel pode eventualmente ser leiloado ou penhorado. O mesmo vale para a dívida do condomínio, por exemplo. “Caso o pagamento não seja realizado, o imóvel pode ser leiloado ou penhorado pelo Estado”, afirma.

A dívida ativa IPTU refere-se ao não pagamento do imposto do imóvel do proprietário. A inadimplência pode trazer algumas consequências ao contribuinte, como nome negativado, dificuldade de abertura de conta bancária e solicitação de empréstimo, e até penhora de bens, acarretando na perda do imóvel.

Não existe uma quantidade específica permitida para o atraso de de IPTU. O que se sabe é que o atraso prolongado no pagamento pode gerar restrição no CPF e em casos mais graves até mesmo a perda do imóvel, bloqueio de bens e conta bancaria.

A legislação indica que quando há inadimplência, a prefeitura da cidade pode executar os bens do proprietário e, até mesmo, promover o leilão do imóvel para o pagamento da dívida. Contudo, o processo para tudo isso acontecer é bem longo. Para que isso aconteça, o proprietário é notificado para quitar a dívida.

A verdade é que não existe um prazo determinado pelas instituições financeiras para que um imóvel seja levado para leilão, mas, ao longo dos anos de experiencia, verificamos que este período varia entre três a cinco meses de atraso no financiamento.

Já a prescrição ordinária ocorre quando foi consumada a inscrição em dívida ativa e transcorrem 5 anos sem que o débito tenha sido cobrado.

Acesse o portal REGULARIZE e clique em Negociar Dívida > Acesso ao Sistema de Negociações. Na tela do SISPAR, clique no menu Emissão de Documento. Em seguida, selecione o parcelamento para emitir o documento da parcela.

Dívida com o Município
IPTU, multa de trânsito, etc.) no prazo de vencimento, esse débito é inscrito em dívida ativa e a cobrança será feita pela Procuradoria Geral do Município por meios judiciais (processo de execução fiscal) ou extrajudiciais, como o protesto, por exemplo.

Por se tratar de um imposto municipal, os contribuintes que não realizarem o pagamento no prazo estipulado podem ter seu nome inscrito na dívida ativa municipal. O processo de cobrança é feito judicialmente e é comum a renegociação das parcelas em atraso com ofertas especiais.

Para ter direito à isenção total ou parcial do IPTU, contribuintes com mais de 65 anos, aposentados e pensionistas-viúvos, cidadãos com deficiência e/ou beneficiários de renda mensal vitalícia devem realizar a solicitação no mês de março, conforme calendário a ser divulgado.